Início > Linux, Servidores de Email > Instalação do servidor de correio Horde

Instalação do servidor de correio Horde

 

Este tutorial, assume que o Linux está instalado, atualizado, sem ambiente gráfico. Devemos também, registrar o Linux RH5 no site da Red hat, para ter direito a usar o software yum, para atualizar e baixar pacotes.

Acertar arquivo hosts.

clip_image002

Editar o hostname da maquina, deixando igual ao que está no reverso do IP que envia o email. Para isso edite o arquivo /etc/sysconfig/network

clip_image004

Editar arquivo /etc/mail/sendmail.cf

Comentar a linha abaixo:

clip_image006

Editar o arquivo /etc/mail/access, e colocar a rede que poderá fazer Relay (rede local)

clip_image008

Editar o arquivo /etc/mail/local-host-names

clip_image010

Editar (ou criar) o arquivo relay-domains, e preencher com o(s) domínio(s) pelo qual o servidor responderá:

clip_image012

A parte de Sendmail, está Ok, agora vamos ao courier-imap e courier-authlib que são os pacotes que autenticam os usuários de POP e IMAP. Estes pacotes foram compilados e gerados uma versão para RH5, uma vez que não existe pacote para esta versão.

Os pacotes estão em \\storage\suporte\Courier . Devemos copiar todos os pacotes para o Servidor, e instalar usando:

clip_image014

Os erros que aparecem são apenas avisos, e é normal.

Após isso, instalar o courier-imap:

clip_image016

Após isso, vamos criar um link simbólico. Entrar na pasta /usr/Bin, e digitar o comando:

clip_image018

Agora, vamos criar o profile padrão. Para isso, entrar no diretório /etc/skel. Criar o arquivo .procmailrc, com o seguinte conteúdo:

clip_image020

Salve o arquivo e feche. Então iremos criar o Maildir, com o comando maildirmake Maildir.

Agora vamos acertar a permissão. Ainda de dentro do diretório, vamos digitar chmod –R 755 *

Após o diretório padrão criado, vamos repetir o procedimento acima (desde criar o .procmailrc, até criar o Maildir e dar as permissões) de dentro da pasta do usuário root.

Feito estas operações, a parte de correio já está ok, faltando apenas o webmail horde.

Por enquanto, não atualizei a versão do webmail para a mais recente, portanto o ideal é pegar a versão que está dentro de \\storage\suporte\horde

Vamos copiar este arquivo para a pasta /var/www/html

Dentro da pasta, usamos o comando tar –zxvf horde-webmail-1.0.6.tar.gz

Depois, vamos renomear a pasta usando o comando mv horde-webmail-1.0.6 horde

Agora, vamos criar o banco de dados, usando o comando mysql <  /var/www/html/horde/scripts/sql/create.mysql.sql

Após isso, vamos rodar um comando para acertar as permissões.

cd /var/www/html/horde/config/
for f in *.dist; do cp $f `basename $f .dist`; done

Devemos confirmer todas as perguntas, conforme figura abaixo:

clip_image022

Agora, devemos acertar as permissões do diretório:

chmod –R 777 /var/www/HTML/horde

Agora já temos condições de visualizar o ambiente gráfico, e acertar os detalhes do webmail.

Para isso os serviços de mysqld e httpd devem estar rodando.

Feito isso, devemos acessar HTTP://ipdamaquina/horde/test.php

Nesta tela são apresentadas as dependências necessárias para o horde funcionar.

clip_image024

Para matar estar dependências, o ideal é usar yum para os pacotes que possam ser usados, e os que não podem, podemos pegar os pacotes RPM que estão em \\storage\suporte\horde

Um exemplo para matar dependências via yum (assume-se que o yum já está funcionando).

clip_image026

Após instalar as dependências devemos reiniciar o Apache com service httpd restart

Feito isso, podemos dar F5 no browser, e verificar se as dependências diminuíram.

Fazemos novamente o procedimento para os pacotes faltantes.

clip_image028

Os pacotes que não instalamos via yum, podem ser instalados via RPM normalmente

clip_image030

Feito isso, matamos todas as dependências, sendo que a tela ficará deste jeito:

clip_image032

Quanto a dependência de Postgres, podemos ficar tranqüilos, porque nosso banco de dados é Mysql e não Postgres.

Agora iremos configurar o webmail em si.

Acessando HTTP://ipdamaquina/horde devemos clicar no botão clip_image034

Na próxima tela clicar no botão clip_image036

A única opção não configurada é a do Horde. Devemos clicar nela.

clip_image038

Agora iremos configurar aba por aba.

Na aba DATABASE, devemos deixar da seguinte maneira:

clip_image040

Na aba autentication, devemos deixar da seguinte maneira:

clip_image042

Na aba Preference Systemdevemos deixar assim:

clip_image044

Em Data Tree system:

clip_image046

Terminada a configuração (o resto pode ficar como default mesmo) podemos clicar no botãoclip_image048

A mensagem exibida após, deve ser a seguinte:

clip_image050

É só fechar e abrir o browser, que o Horde está configurado.

Após isso, se fizemos tudo certo, o login com usuário root, deve funcionar.

clip_image052

A partir de agora, existem dois ambientes:

1) Usuarios criados localmente

2) Usuarios integrados com Active Directory

A partir deste ponto, a criação de usuários pode ser feita manualmente. Este tutorial não aborda a integração com AD via kerberos + winbind, mas as configurações funcionam perfeitamente.

Referencias: http://www.softwarelivre.gov.pt/Projectos/Aplicacoes/folder.2004-05-21.5316043992/howto_horde

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: